Termos de uso do Facebook Messenger

Termos de uso do Facebook Messenger

fb_img

No início de agosto o aplicativo facebook messenger passou a ser a única maneira de comunicação entre usuários que utilizam a rede social através de smartphones. A mudança irritou alguns usuários que alegaram que o aplicativo é lento e que só estão usando porque não tem outra opção.
A mudança gerou polêmica quanto aos termos de uso, que foi considerado por muitos, extremamente invasivo. Apesar disso, os termos sempre estiveram lá e grande parte de nós usuários nunca demos a devida atenção para eles, nos sujeitando a aceitar termos sem mesmo concordar com o tipo de informação solicitada.

Veja abaixo algumas permissões da política do messenger:

  • Permissão para alterar o estado de conectividade de rede;
  • Permissão para fazer ligações sem intervenção do usuário, possivelmente causando cobranças adicionais sem necessidade de confirmação;
  • Permissão para envio de mensagens SMS sem necessidade de intervenção ou confirmação;
  • Permissão para gravação de áudio com o microfone do celular sem confirmação do usuário;
  • Permissão de uso da câmera para fazer fotos e vídeos sem a confirmação do usuário;
  • Permissão para leitura do histórico de chamadas. Estes dados são apenas salvos, mas outros apps maliciosos podem compartilhar estas informações sem conhecimento do usuário;
  • Permissão para ler dados sobre contatos do usuário armazenados no telefone, para ver com que frequência você se comunica com um indivíduo em específico por telefone, e-mail ou outras formas de contato;
  • Permissão para identificar o usuário pelas informações guardadas no celular, com nome e informações de contato. Estes dados podem ser enviados para terceiros;
  • Permissão para acessar recursos de identificação do celular, possibilitando o reconhecimento até mesmo o número telefônico do usuário;
  • Permissão para receber uma lista de contas conhecidas no telefone, incluindo quaisquer apps instalados no aparelho.

O que o Facebook diz?

Temos que aceitar para usar e alega que as permissões são padronizadas e que o texto é o mesmo em praticamente todos os aplicativos de mensagens…Vamos aceitar esse tipo de situação?

Alternativas ao messenger 

WhatsApp: Com 500 milhões de usuários o aplicativo é uma ótima opção para substituir o messenger.

Viber: Além de mensagens, é possível fazer chamadas gratuitamente. 

Confide: App de mensagens autodestrutivas e a prova de “screenshots”

Sicher: Possui as mesmas finalidades de um aplicativo de mensagem comum, porém o usuário pode agendar um horário para as mensagens se autodestruírem. 

ICQ: É um app similar ao whatsapp, porém o usuário pode visualizar outras redes sociais através dele, como  Twitter, Facebook, Flickr e YouTube. Além disso, é possível baixar uma versão para desktop.

Hangouts: Está em sincronia com a conta google e pode ser acessado através do gmail. Também tem uma versão para computador e é possível fazer chamadas de vídeo em grupo, para até dez pessoas. 

Gabrielli Menndes

Comente no Facebook!

comentários

Sobre o(a) Autor(a) : Gabrielli Menndes

Gabrielli Menndes é estudante de jornalismo na FMU. Entusiasta da Era Digital que vivemos, Gabi escreve sobre tecnologia a partir de seu dispositivo móvel, e morre de medo de ficar offline.